Alfenas Hoje - Sétimo reforço para 2018, meia Mancuello esteve na mira do Cruzeiro em 2016 e 2017
Postado em quinta-feira, 11 de janeiro de 2018 às 09:07

Sétimo reforço para 2018, meia Mancuello esteve na mira do Cruzeiro em 2016 e 2017

 Mancuello chegará à Toca da Raposa II nos próximos dias, depois que o Cruzeiro acertou sua contratação ao Flamengo, mas poderia ter desembarcado em Belo Horizonte há mais tempo. A primeira tentativa foi no primeiro mercado de transferências de 2016, quando o meio-campista defendia as cores do Independiente, da Argentina. Na ocasião, o clube celeste negociava a permanência de Ernesto Farías em Avellaneda. A Raposa exigiu que Mancuello fosse envolvido na troca, mas a equipe carioca chegou com o dinheiro (US$ 3 milhões, cerca de R$12 milhões, por 90% dos direitos econômicos) que o clube celeste não tinha à disposição e acertou a contratação. Matías Pisano acabou envolvido na transação.

Já em 2017, quando Mancuello estava sem oportunidades no Flamengo, o Cruzeiro voltou a pensar na contratação do meio-campista. O nome chegou a ser discutido pela então diretoria com Mano Menezes, mas não avançou. A conclusão foi de que suas características e posição dentro de campo eram muito semelhantes com as de Ariel Cabral, titular absoluto no esquema cruzeirense. O rubro-negro tinha interesse em jogadores da Raposa e o negócio poderia evoluir, mas as tratativas acabaram paralisadas.

Embora Mano Menezes mostre total confiança em Ariel Cabral e simpatia pelo futebol de Lucas Romero, o treinador já criticou a investida em massa de clubes brasileiros por jogadores estrangeiros. “Eu acho que tem muito (estrangeiro). Acho que precisamos rever isso. Foi uma questão de mercado, de economia. Jogadores da América do Sul ficaram mais baratos. Mas a gente não pode esquecer que jogar argentino fenômeno quer ir para a Europa. Ele quer ir para a Europa. Não podemos ir buscar qualquer jogador fora do país, porque, certamente, temos capacidade de termos jogadores formados nas categorias de base capaz de ocupar espaço de um jogador médio sul-americano que vem de lá para cá”, disse o treinador ao Bola da Vez, da ESPN Brasil.

De acordo com a mesma ESPN, o Cruzeiro desembolsará US$1,8 milhão (cerca de R$6 milhões) para ter 60% do meio-campista argentino. O percentual é proporcional ao que o Flamengo pagou ao Independiente para comprar o jogador, há dois anos. Se o valor for confirmado, Mancuello passa a ser o segundo reforço mais caro do Cruzeiro na janela de transferências. O primeiro foi David, ex-Vitória, contratado com ajuda de investidores por algo em torno de R$10 milhões. Há possibilidade de o clube precisar desembolsar o mesmo valor por Fred, mas a questão ainda está entregue ao departamento jurídico.

Trajetória de Mancuello


Federico Andrés Mancuello, de 28 anos, nasceu em Reconquista, na Argentina, e foi formado nas categorias de base do Independiente. Depois de breve passagem pelo Belgrano, entre 2011 e 2012, o jogador se consolidou com a camisa do maior campeão da Libertadores e ganhou fama de volante artilheiro.

Dos 21 gols anotados em 174 partidas pelo Independiente, 13 foram nos anos de 2014 e 2015 (38 jogos). Os chutes precisos de longa e média distância e as infiltrações como elemento surpresa chamaram a atenção do Flamengo, que o adquiriu em janeiro de 2016.

Pelo rubro-negro, Mancuello contabilizou 66 partidas (42 como titular), marcou 10 gols e contribuiu com 10 assistências. O jogador, no entanto, não repetiu no Rio de Janeiro as atuações que o consagraram na Argentina e foi colocado na lista de disponíveis para transferência.

Com convocações para sua seleção no currículo, Mancuello marcou um gol de falta pela albiceleste na vitória por 2 a 0 sobre El Salvador, em amistoso disputado no dia 28 de março de 2015, nos Estados Unidos. No mesmo país, ele enfrentou o Equador três dias depois e ajudou a Argentina a ganhar por 2 a 1.





Fonte: Super Esporte

















Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2018 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos