Postado em terça-feira, 2 de janeiro de 2018 às 11:53

Mesmo com chuvas, nível baixo do Lago de Furnas causa prejuízos a comerciantes no Sul de Minas

De acordo com a ONS, reservatório está com apenas 10% da capacidade total...


 Mesmo com as chuvas dos últimos dias, a situação é crítica no Lago de Furnas, no Sul de Minas. O nível do reservatório melhorou um pouco, mas não o suficiente para evitar que moradores e comerciantes da região sofram com prejuízos.

De acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS), em novembro, o nível do lago atingiu apenas 9, 67% da capacidade, a pior marca dos últimos 17 anos. Com as chuvas de dezembro, a situação melhorou um pouco, e a água subiu 19 centímetros. Mesmo assim, o reservatório atualmente está com apenas 10% do possível.

Menos agua é sinal de prejuízos. O contador Ataíde de Oliveira Teixeira investiu em uma casa à beira do lago e já teme a desvalorização do imóvel.

“Desde que a água sumiu da represa, nosso condomínio já desvalorizou muito. Casas que valiam R$ 700-800 mil, hoje estão valendo R$ 300-350 mil. Caiu demais da conta, justamente pela falta d’água. Vai para seis anos que a represa não pega o nível correto dela”, diz.


O setor da piscicultura também sofre os impactos da baixa do nível do lago. Os tanques rede agora estão sem uso, e o piscicultor Edimilson Raimundo da Silva não tem mais como investir na produção. Em época de lago cheio, ele chegou a produzir 50 toneladas de peixe.

“Vontade a gente tem, mas não tem as condições de continuar. Eu acredito que esse ano, eu não coloco mais [dinheiro] não. Por causa da vegetação, não tem mais condições de colocar. Mesmo se ela [a represa] encher, eu não tenho as condições”, afirma.




Fonte: G1 Sul de Minas