Postado em sexta-feira, 10 de novembro de 2017 às 08:23

Safra de grãos deve ficar 8,9% menor em 2018, prevê IBGE




Em 2018, a safra de grãos (cereais, leguminosas e oleaginosas) deverá atingir 220,2 milhões de toneladas. Se confirmado, o número ficará 8,9% abaixo da safra deste ano, segundo o primeiro prognóstico para o próximo ano feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgado nesta quinta-feira (9).

"Como a produção deste ano foi muito grande, a base de comparação é muito elevada. Por isso eu estou dizendo que a projeção para 2018 é otimista."
De acordo com as estimativas, a produção deve recuar em todas as regiões: Norte (-3,2%), Nordeste (-5,8), Sudeste (-4,8%), Sul (-12,3%) e Centro-Oeste (-8,0%).

As condições climáticas para o plantio são apontadas como a causa da redução da estimativa de safra do próximo ano, sobretudo de soja. “Esse ano já começou seco demais, então nós estamos atrasando o plantio de soja, com isso a colheita deve atrasar”, explicou Carlos Antônio Barradas, pesquisador da Coordenação de Agropecuária do IBGE. “Como a produção deste ano foi muito grande, a base de comparação é muito elevada. Por isso eu estou dizendo que a projeção para 2018 é otimista.”

O resultado deverá ser puxado, principalmente, por causa das quedas de 6,3% na estimativa de produção da soja e de 14,4%, na do milho. De acordo com o IBGE, entre os cinco produtos mais relevantes para a próxima safra, quatro devem ter produção menor: algodão herbáceo em caroço (-1,5%), arroz em casca (-6,8%), milho em grão (-14,4%) e soja em grão (-6,3%).

Para 2018, o IBGE estima que haverá uma redução de 5,2% da área de plantio de milho e um aumento de 1,5% da área de plantio da soja. Segundo Carlos Barradas, a redução da área destinada ao plantio de milho é decorrente da queda de preço do produto. “O produtor tende a reduzir a área de plantio do milho para ampliar o aumento da área de plantio da soja.”

Safra de 2017

O IBGE também divulgou nesta quinta-feira a décima estimativa para a safra de 2017, que deve chegar a 241,6 milhões de toneladas.

 

Fonte: G1 AGRO

















Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2017 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos