Postado em sábado, 14 de outubro de 2017 às 12:12

Equipe de Alfenas é premiada por software que ajuda a fiscalizar obras públicas

Alessandro Emergente

Uma equipe de universitários de Alfenas venceu a 1ª Hackathon Tá de Pé, da ONG Transparência Brasil. A etapa foi realizada em Itajubá nos dias 30 de setembro e 1º de outubro. O objetivo era criar soluções interativas para dar maior transparência a execução de obras públicas.

Os estudantes do curso de ciências da computação Jonathan Marques, Diego Barbosa Pereira e Fabrício Moreira, do 6˚ período da Unifenas (Universidade José do Rosário Velano), desenvolveram o projeto #TáBonito, que foi o vencedor. Eles levaram um prêmio de R$ 1 mil pelo resultado.

O prazo para os 25 participantes, divididos em quatro equipes, apresentarem um projeto foi de apenas 24 horas. A ideia era que eles apresentassem uma solução interativa a partir de uma proposta apresentada pelos organizadores durante o evento.

Marques conta que sua equipe usou as 24 horas disponíveis. O projeto começou a ser desenvolvido às 15h do dia 30 e sua equipe passou toda a madrugada, no Teatro Municipal de Itajubá, desenvolvendo o #TáBonito.

Jonathan Marques, integrantes da equipe vencedora, é desenvolvedor de software da empresa Adaptweb (Foto: Alessandro Emergente)


O software criado pela equipe alfenense cria um integração com o Facebook e com o Instagram. Assim qualquer comentário nas redes sociais sobre obras públicas e que estejam com a #TáBonito vão para o software. A ideia é criar uma página que disponibilize essas informações, avaliando as construtoras de acordo com a execução dos contratos para construção de escolas e creches.

Outra funcionalidade do projeto #TáBonito é que a população pode tirar foto de uma obra pública que está parada e enviá-la para o site #TáBonito, questionando a construtora. Esse comentário será encaminhado para a empresa e, caso não haja resposta em uma semana, o post será disponibilizado para o público e a avaliação negativa será validada na página do #TáBonito. O objetivo é que a população possa consultar a reputação das construtoras no software.

Hoje aos 20 anos, Jonathan Marques atua como desenvolvedor de software da empresa Adaptweb, parceira do Alfenas Hoje. Mas desde os 14 anos o jovem já atua no desenvolvimento de software, buscando soluções criativas.

O evento foi realizado em Itajubá (Foto: Divulgação)


Os projetos, que estão sendo desenvolvidos, podem integrar o aplicativo Tá de Pé, da Transparência Brasil, melhorando a fiscalização de obras públicas pela população. Assim, ajudam a cobrar as construtoras e os governos em relação a atraso e o abandono de obras de escolas e creches.

A Hackathon Tá de Pé foi uma iniciativa da Transparência Brasil em parceria com a PandôApps e contou com o apoio do Google.org, das secretarias de Cultura e de Ciência e Tecnologia de Itajubá, da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), da Incubadora de Itajubá (Incit), do Sebrae-MG e da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sedectes).

Outras cinco etapas do Hackathon Tá de Pé serão realizadas até outubro de 2018.

Sobre o aplicativo Tá de Pé

O aplicativo Tá de Pé permite ao cidadão fiscalizar o andamento da construção de escolas e creches financiadas pelo Governo Federal. Por meio dele, o cidadão pode tirar fotos das obras e enviá-las para a Transparência Brasil.

As imagens serão analisadas por engenheiros parceiros e, se forem constatados indícios de atraso, a organização entrará em contato com a prefeitura responsável pela execução da obra. Caso a prefeitura não responda em até 15 dias, outras instâncias serão acionadas como vereadores, o MEC e até mesmo a Ouvidoria-Geral da União.

O aplicativo Tá de Pé está disponível para celulares Android pela Play Store.








   
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.


 

1 Comentários

Comentar essa Notícia
 
   
Termos e Condições para postagens de Comentários
Comentar essa Notícia










Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2017 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos