Postado em quarta-feira, 20 de setembro de 2017 às 14:02

Liga declara Cruz Preta como campeão no juvenil

Otávio Borba

A equipe juvenil (sub 17) Cruz Preta foi declarado campeão da Copa Integração de Futebol de Base. A decisão foi tomada pela Liga Tricordiano de Futebol (com sede em Três Corações), organizadora da competição, após julgar procedente um recurso da direção do Cruz Preta que questionou a escalação de um atleta do Santarritense.

A segunda partida da final foi em 26 de agosto, quando o Santarritense venceu a Escolinha Cruz Preta, de Alfenas, pelo placar de 2 gols a 1, em Santa Rita do Sapucaí. Uma semana antes, no dia 19, as duas equipes empataram, em 1 a 1, no Estádio Rachid Saliba, em Alfenas.

Jogador irregular

No mesmo dia em que o Santarritense vencera por 2 a 1, o que lhe daria o título, houve uma reviravolta no caso. A escalação irregular do goleiro Diego Egídio foi constatada pela própria organização após o jogo. O atleta já tinha defendido as cores do Recreativo do Sul, de Machado.

A equipe foi declarada campeã 2017 (Foto: Facebook/Reprodução)


A partir desse episódio, o presidente da equipe do Cruz Preta, Carlos Rogério Rosa, entrou com um recurso no dia seguinte a partida, 27 de agosto, questionando a escalação do atleta. Na última terça-feira, dia 19, a nossa reportagem entrou em contato por telefone com o árbitro e também diretor de futebol da Liga Tricordiana, Aginarras Amadeus, que confirmou que o recurso foi deferido.

Com a decisão, o título de campeão mudou de mãos. De acordo com Aginarras Amadeus, além da perda do título do sub-17, o time de Santa Rita do Sapucaí está suspenso de qualquer atividade da Liga Tricordiana por dois anos. "Vamos levar a taça e medalhas para Alfenas e entregar o mais breve possível para os verdadeiros campeões", afirmou.

O treinador da Escolinha Cruz Preta, José Carlos Morais (Carlinhos Vardemá), disse que está contente com a decisão da Liga e que a justiça foi feita. "Justamente o goleiro deles, que jogou de forma irregular, andou fazendo defesas difíceis naquela oportunidade. Mas o castigo veio depois com a reversão da conquista", ressaltou Vardemá.

"Fizemos um bom campeonato, viramos placar contra times fortes como o de Elói Mendes na casa deles, quando perdíamos de 2 a 0 e fizemos 3 a 2. E os meninos mereciam esta conquista. Foram guerreiros e mereceram mesmo, assim como os nossos companheiros professores", lembra.

Carlos Rosa disse que a partida, para a premiação dos atletas do Cruz Preta, deverá ocorrer no primeiro sábado de outubro, dia 06, às 10 horas, com uma equipe ainda a ser definida. A comissão técnica da Cruz Preta é composta por Carlinhos Vardemá, Rodrigo Terra, Rafael Coca, Petherson Carvalho e Sebastião Vardemá.

O time base da Escolinha Cruz Preta que foi campeão do sub-17 contou com os seguintes jogadores Léo Alvez, André Pipoka, Lucas Apolônio, Mauricio Monteiro, o Mauricinhjo, Frederico (Areado), Samuel Reis, Andrezinho, Kennydy Willians (Areado), Talles Maciel e Leonardo, Patrick e Nicolas (Areado). Ainda atuaram Samuel Carvalho (goleiro), Wallas "Negraxa", Fabrício, Talles Melo, Thiago Ananias e Breno Lopes.








   
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.


 

0 Comentários

Comentar essa Notícia
 
   
Termos e Condições para postagens de Comentários
Comentar essa Notícia










Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2017 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos