Alfenas Hoje - Wagner Tiso e Tunai se apresentam em Alfenas no sábado
Postado em quinta-feira, 11 de maio de 2017 às 16:04
Atualizada em domingo, 14 de maio de 2017 às 23:16

Wagner Tiso e Tunai se apresentam em Alfenas no sábado

Alessandro Emergente

O músico Wagner Tiso, ao lado do cantor Tunai, esteve em Alfenas no final de semana para apresentação do show “Saudades de Elis”, espetáculo musical que tem rodado o país. Foi a segunda apresentação de Tiso em Alfenas desde que deixou a cidade, na década de 60, para integrar as páginas da história da música brasileira e trilhar uma carreira internacional.

No palco do Clube XV, Tunai e Tiso fizeram uma homenagem a cantora Elis Regina, um dos ícones da MPB. O show já foi apresentado nas principais capitais do país, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte e até mesmo em Buenos Aires.

São 25 músicas, eternizadas na voz de Elis Regina, interpretadas no palco, todas compostas por grandes nomes da música brasileira, como Vinícius de Moraes, João Bosco, Chico Buarque, Lô Borges, Gilberto Gil e o próprio Tunai, que – além de cantar – também é compositor e violinista.

Em janeiro, a morte de Elis completou 35 anos, o que tem intensificado a agenda de Wagner Tiso e Tunai, segundo Isaura Tiso Veiga, irmã do pianista. Desde que deixou Alfenas, na década de 60 (para ajudar a fundar o movimento Clube da Esquina), Wagner Tiso só se apresentou uma vez na cidade, há cerca de 30 anos, diz a irmã.

Acima, Wagner Tiso aos 9 e aos 16 anos abaixo e, na sequência, já morando em Alfenas ao lado de familiares e do amigo Milton Nascimento (Foto: Arquivo pessoal)


De uma família de cinco irmãos, Wagner Tiso deixou Três Pontas no início dos anos 60 para acompanhar os pais, que se mudaram para Alfenas. Na época, o patriarca Francisco Veiga, que arriscava nas artes plásticas fazendo esculturas de madeira, veio para Alfenas devido a sua profissão de bancário.

Mas a influência musical veio da mãe, uma professora de piano que hoje dá o nome ao Conservatório de Música Walda Tiso Veiga, em Alfenas. Ela morreu em 1988, mas deixou o legado da música para os filhos. O primeiro a se enveredar pela música foi Gileno (falecido em 2010), o filho mais velho. Foi ele quem ajudou Wagner a ir para BH. Os dois foram os únicos a se dedicarem exclusivamente a prazerosa, mas difícil carreira musical.

Acima, ao lado do pai e, abaixo, com a família, Wagner Tiso adota um novo visual, com barba e cabelo comprido (Fotos: Arq. pessoal)


Antes de ajudar a fundar o Clube da Esquina, Wagner Tiso deu os primeiros passos na carreira ainda em Alfenas. No início dos anos 60, ele participou da banda W Boys de Alfenas, onde todos integrantes tinham os nomes iniciados com a letra “W”. A única exceção era um jovem chamado Milton Nascimento – ele mesmo, um dos maiores nomes da história da MPB.

Nessa época, Milton era o crooner da banda e era chamado pelos companheiros, em tom de brincadeira, como “Wilton” – para não quebrar a sonoridade dos nomes. Nessa época, o “menino” de Três Pontas chegou a morar com a família Tiso Veiga, conta Isaura, ou Isaurinha como é conhecida pelos amigos.

Depois disso, já em BH, Wagner Tiso acompanhou Milton Nascimento no grupo Sambacana. No início da década de 70, eles fundaram, no Rio de Janeiro, o Som Imaginário, criada para acompanhar as apresentações de Milton Nascimento. A partir daí, o maestro Wagner Tiso “ganhou” o mundo com apresentações internacionais.

Sua primeira banda em Alfenas, no início da década de 60, tinha a companhia de Milton Nascimento (Foto: Reprodução/AH)


Compositor, arranjador e pianista, o maestro Wagner Tiso já gravou cerca de 30 discos, a maioria fora do Brasil. O músico inovou, sendo um dos precursores do jazz como elemento do rock progressivo no cenário da música instrumental mundial.

A influência musical do trabalho de Wagner Tiso está na própria família. O sobrinho e afilhado de Milton Nascimento, Paulo Francisco (o Tutuca), é o vocalista do Quarteto Sentinela, banda influenciada pelo Clube da Esquina. O grupo musical completou, em 2015, 10 anos de carreira - um ano depois perdeu um de seus integrantes, o tecladista Osmar Fernandes.

O irmão de Wagner Tiso tem uma coleção com mais de 5 mil discos. Entre elas, os LPs de Wagner, incluindo o Sambacana, criado em Belo Horizonte na década de 60 (Foto: Alessandro Emergente)


Os demais irmãos de Wagner Tiso (Marcos Valério e André Tiso) vivem em Alfenas e também se dedicam a música, mas também exercem outras atividades profissionais. Isaura, por exemplo, seguiu o caminho da odontologia em paralelo ao universo musical.

Marcos Valério Tiso Veiga guarda em sua casa uma coleção com mais de 5 mil discos de vinil, “escolhidos a dedo”. Lá estão rock nacional e internacional e as boas MPBs – uma prateleira é reservada aos discos do irmão Wagner Tiso e outra ao amigo Milton Nascimento.

Parceria com Tunai


Foi na voz de Elis que Tunai escutou pela primeira vez os maiores nomes da cena brasileira como Milton Nascimento, Edu Lobo, Gilberto Gil, Baden Powell e Tom Jobim. Seu sonho de ser incluído nessa lista se realizou em 1979, com a gravação de “As Aparências Enganam”, onde Elis interpreta magistralmente a canção que o colocaria entre os maiores compositores brasileiros. Os dois se conheceram na década de 70, apresentados por João Bosco, irmão de Tunai.

"Saudade da Elis" traz apresentação do cantor e o pianista que tem rodado o Brasil (Foto: Sesc/Divulgação)


Em sua bem-sucedida carreira, Tunai possui nove discos e uma coletânea dupla. Suas músicas já foram gravadas por grandes nomes da MPB, como Simone, Gal Costa, Fafá de Belém, Nana Caymmi, Elba Ramalho, Zizi Possi, Ivete Sangalo, Maria Rita, Milton Nascimento (compadre e parceiro de Tunai em três canções, dentre elas “Certas Canções”), Ney Matogrosso, Emílio Santiago, Beto Guedes, Roupa Nova, Sergio Mendes, entre outros.

Tunai apresenta-se ao lado de Wagner Tiso, um dos músicos responsáveis pelo movimento “Clube da Esquina”. “Posso dizer que estou muito feliz por me apresentar neste show com o auxílio luxuoso do grande artista e parceiro da vida inteira de Milton “The Voice” Nascimento, Wagner Tiso, com quem tive o enorme prazer de me apresentar várias vezes e que também participou de 10 das 17 faixas do meu CD mais recente, Eternamente... (MZA Music – 2011)”. — diz Tunai. “Saudade da Elis, 34 anos se passaram e eu sinto que ela está com a gente, maravilhosa como sempre”, completa.


REPERTÓRIO

1. BERIMBAU ASSANHADO (medley de Tunai para as músicas
Berimbau, Consolação, Canto de Ossanha (Baden Powell / Vinícius de
Moraes), Lapinha (Baden Powell / Paulo Cesar Pinheiro) e Upa Neguinho
(Edu Lobo / Gianfrancesco Guarnieri))
2. AS APARÊNCIAS ENGANAM (Tunai / Sérgio Natureza)
3. CERTAS CANÇÕES (Tunai / Milton Nascimento)
4. MARIA, MARIA (Milton Nascimento / Fernando Brant)
5. CANÇÃO DO SAL (Milton Nascimento)
6. VENTO DE MAIO (Telo Borges / Lô Borges / Márcio Borges)
7. ETERNAMENTE (Tunai / Sérgio Natureza / Liliane)
8. EU SEI QUE VOU TE AMAR (Tom Jobim / Vinícius de Moraes)
9. LEMBRE-SE (Tunai / Sérgio Natureza)
10. O BÊBADO E A EQUILIBRISTA (João Bosco / Aldir Blanc)
11. CORSÁRIO (João Bosco / Aldir Blanc)
12. AGORA TÁ (Tunai / Sérgio Natureza)
13. FOLHAS SECAS (Guilherme de Brito / Nelson Cavaquinho)
14. MADALENA (Ivan Lins / Vitor Martins)
15. MUCURIPE (Belchior / Raimundo Fagner)
16. ATRÁS DA PORTA (Francis Hime / Chico Buarque)
17. CASA NO CAMPO (Tavito / Zé Rodrix)
18. SE EU QUISER FALAR COM DEUS (Gilberto Gil)
19. AS CURVAS DA ESTRADA DE SANTOS (Roberto Carlos / Erasmo
Carlos)
20. O TREM AZUL (Lô Borges / Ronaldo Bastos)
21. PARA LENNON E McCARTNEY (Lô Borges / Márcio Borges /
Fernando Brant)
22. NADA SERÁ COMO ANTES (Milton Nascimento / Ronaldo Bastos)
23. FASCINAÇÃO (F. Marchetti / M. Feraudy / versão: A. Lousada)
BIS:
24. CORAÇÃO DE ESTUDANTE (Wagner Tiso / Milton Nascimento)
25. FRISSON (Tunai / Sérgio Natureza)








   
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.


 

2 Comentários

Comentar essa Notícia
 
   
Termos e Condições para postagens de Comentários
Comentar essa Notícia










COLUNAS


Lava Jato
O silêncio dos inocentes. Inocentes?
Daniel Murad Ramos
Em debate
Shows do Aniversário de Alfenas
Leonardo Miranda
Democracia
O cair das máscaras
Daniel Murad Ramos
Todos Colunistas do Alfenas Hoje

Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2017 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos